Meu ambiente de trabalho em 7 itens

Apresentação do meu ambiente de trabalho atual

Ubuntu + VirtualBox

Uso, no momento, o Ubuntu 11.10, meu conhecimento como desenvolvedor pode ser dividido, de uma maneira generalizada, entre antes e depois do Linux. Realmente me trouxe muitos benefícios, me forçou a estudar mais, a trabalhar com terminal, me ajudou a resolver os problemas em produção com mais facilidade e rapidez, ao invés de ficar aguardando os meus tickets de suporte serem atendidos, entre outros benefícios.

VirtualBox, é uma máquina virtual que posso instalar vários sistemas operacionais, isto é, para quando preciso fazer testes das aplicações web em navegadores que não existem no Ubuntu, é muito útil para quem está começando com Linux, pois assim se tiver dificuldades, basta iniciar o sistema operacional antigo que você utilizava e resolver seu problema.

Update 27.07.2012: Hoje em dia eu utilizo o Ubuntu 12.04.

Update 05.07.2013: Hoje em dia eu utilizo o Ubuntu 13.04.

Mozilla Firefox + Google Chrome + Firebug

Gosto bastante do Firefox e do Chrome, acho que eles lutam bem mais para proporcionar ao usuário comum e ao desenvolvedor uma maior experiência de usuário, implementando novas funcionalidades, incentivando e promovendo a atualização constante para usufruirmos da nova web que queremos construir em cima dessas atualizações.  

pip + virtualenv + virtualenvwrapper

pip é um gerenciador de pacotes Python. Você pode instalar, remover, atualizar, buscar pacotes Python com muita facilidade.

virtualenv cria um ambiente isolado, onde você pode instalar os pacotes Python necessários para sua aplicação sem se misturar com os pacotes do sistema, nem com os pacotes de outra aplicação. Assim você pode ativar quando quiser esse ambiente, via terminal, e executar sua aplicação com sua versão do Python e pacotes que quiser, deste modo você mantém o controle sobre as dependências que sua aplicação gera durante o ciclo de desenvolvimento, facilitando o deploy da mesma.

virtualenvwrapper é um complemento para o virtualenv que facilita o uso do mesmo, diminuindo o tamanho dos comandos que antes eram digitados para gerenciar estes ambientes virtuais. Por exemplo: ao invés de digitar, no terminal, source ~/.virtualenvs/meu-projeto/bin/activate você apenas digita, workon meu-projeto, bem legal.

Python + Django + Fabric + Apache Mod_wsgi (update abaixo)

Trabalhei com PHP durante anos, mas agora trabalho com Python e uso o Framework Django para desenvolver aplicações web, o qual me identifiquei muito tanto pela facilidade de uso, quanto pela robustez, isto sem mencionar que a comunidade é bem acolhedora e disposta a ajudar. Bem documentado e em constante progresso evolutivo.

Fabric é a app que uso para fazer deploy de aplicações Django, aquele lance de fazer um git push para o repositório git central, depois ir no repositório da aplicação em produção e fazer um git pull, coletar os arquivos estáticos e depois reiniciar o servidor para completar o deploy, nunca mais! Só especifico tudo isso uma vez no arquivo fabfile.py e com apenas um comando eu consigo fazer o deploy de minha aplicação o que ajuda muito quem trabalha com deploy contínuo.

Ainda não trabalhei com nginx, então até hoje fiz o deploy de minhas aplicações com Python e Django no servidor web Apache com o módulo Mod_wsgi, a configuração não foi difícil, só tive algumas dificuldades em servidores de hospedagens que não têm um bom acesso ssh, o que restringe um pouco as personalizações, fica tudo muito preso ao que eles querem proteger, mas não tenho o que reclamar quanto ao Apache até o momento.

Update 27.07.2012: Hoje em dia eu utilizo em produção o gunicorn para rodar a aplicação e o nginx para os arquivos estáticos em geral. (se os conhece, deveria dar uma olhada, são ótimos)

Git + Bitbucket + Github

Não sou, ainda, um ninja Git, mas uso ele o tempo todo. O desenvolvedor que nunca usou um sistema de controle de versões aprende muito rapidamente com Git, pois é realmente fácil compreender os comandos básicos e fica uma coisa muito linda quando unimos ele ao Github ou Bitbucket, que são serviços que hospedam repositórios Git e ainda fornecem umas funcionalidades visuais para trabalharmos em nossos projetos de divertido e em equipe. Para manter projetos Open Source sem dúvidas ele é fabuloso.

Sublime Text 2 + Vim

Uso, como editor de texto, o Sublime Text 2, que no momento é Beta, mas mesmo assim me proporciona o que quero em um editor, um visual agradável, super leve, super flexível, se eu quiser escrever plugins é fácil, pois são feitos em Python.

O Vim utilizo muito quando estou no servidor via ssh e quero editar alguns scripts ou fazer testes, ou algo parecido, mas não estou usando ele para projetos no momento, somente devido ao fato que ainda não consegui a produtividade com ele, mas isto só depende de mim, pois já vi outras pessoas usando, e ele é fabuloso, além de leve e Open Source.

Last but not least: Música

Dificilmente estou trabalhando sem música, nem que seja super baixo ou super alto. Enquanto a Música trabalha um lado do cérebro o raciocínio trabalha o outro.

Acho que tudo fica melhor com Música, não tenho nem muito o que dizer. =D

blog comments powered by Disqus