Outra perspectiva sobre escalabilidade - sobre humanos, não robôs

Analisando outro fator importante sobre escalabilidade de sistemas, o fator humano.

Introdução

Sabemos que sistemas escaláveis devem ser capazes de suportar o próprio crescimento sem ceder em nenhum aspecto em nenhum momento. Para tal devemos investir milhares ou milhões de nosso capital financeiro em soluções prontas ou sob medida que o mercado ou nossa equipe tem a oferecer. Até agora, tudo ok!

Recentemente estava vendo uns slides de Zach Holman (Scaling GitHub) e me deparei com um fator ligado à escalabilidade de sistemas que eu não tinha parado para pensar ainda, nem quando comecei fazer minha monografia sobre escalabilidade em aplicações web. Este fator é o "fator humano".

O fator humano na escalabilidade de sistemas

Scaling is people + tecnhnology

Algo que tem grande influência sobre os fatores técnicos ligados à escalabilidade é quem tomará as decisões sobre a parte técnica, quem implementará, quem fará acontecer, ou seja, os membros de sua equipe. Sejam estes os lideres, gerentes, desenvolvedores ou mesmo quem faz o café.

Felicidade

Felicidade

Os membros da equipe precisam estar felizes, em sintonia e os lideres mais ainda talvez. A felicidade aumenta a produtividade e a produtividade aumenta a felicidade.

Então os colaboradores já existentes em nossa startup, grande companhia ou software house precisam, além de capacitação e dedicação, de estar bem com o ambiente de trabalho, com os colegas e certamente bem em sua vida pessoal.

Contrate mais pessoas / Não contrate mais pessoas

Contratar ou não contratar...?

Contratar novas pessoas pode ser a melhor ou pior coisa que você faz ao seu projeto.

Você deve analisar não somente se há dinheiro em caixa e se o candidato é capacitado. Há também a preocupação de verificar se nesse momento em que você quer escalar seu negócio é, realmente, necessário uma equipe maior, pois quanto maior, mais trabalho para acompanhar, gerenciar. Leva tempo até a adaptação, muitas vezes um investimento a longo prazo.

Por outro lado, haverá mais mentes pensando, mais soluções surgindo, aumento na cultura. E com o tempo mais agilidade, menos bugs e vai escalar melhor, mas tudo isto, só se acertarmos na contratação.

Uma cultura de Filósofos / Especialistas

Claro que parece absurda esta ideia, pois é contraditória. Filósofos sempre abrangem as coisas para entender o mundo como um todo e especialistas creem e afirmam somente aquilo que realmente sabem que está no seu campo de conhecimento específico.

Wrong!

Possua os melhores em cada área, trabalhando no que gostam e como gostam para melhores resultados, mas não centralize. Se você tem o ninja do banco de dados, talvez seja bom que outro ou outros conheçam o trabalho desse ninja, caso em algum momento ele não esteja mais no projeto, você conhecia e agora sabe o que fazer na ausência do ninja até alocar outro.

Aprendizado Contínuo e Motivação

Crie um ambiente de aprendizado contínuo para os colaboradores, seja enviando-os para eventos, investindo na especialização deles, ajudando-os em projetos pessoais, permitindo a voz ativa para sugestões.

Motivação é um termo antigo, muito discutido e todos nós sabemos vários aspectos sobre isto, mas busque analisar sua equipe para encontrar quais são os fatores motivacionais que podem melhorar a produtividade, trazendo retorno para o projeto e para todos envolvidos. Imagine como um relacionamento em que você está a todo momento tentando descobrir o que a outra pessoa precisa para ser feliz e assim seguir adiante sem maiores problemas, mas isto tem de ser recíproco.

Conclusão

Então no momento em que formos pensar em escalar nosso empreendimento/software/projeto, devemos dar uma atenção mais que especial ao fator humano, que talvez assim até teremos uma ajuda melhor para escolher qual plano da AmazonWS contrataremos.

blog comments powered by Disqus